Fibromialgia

Você sabia que a dor é uma sensação provocada no cérebro? Não, não estamos dizendo que a dor é psicológica. Ela existe e cada pessoa tem sua “dor”. Uma simples dor muscular pode nem incomodar uma pessoa ou pode ser uma dor tão intensa que leve outra pessoa a procurar um pronto socorro. Não significa que uma pessoa seja fraca ou mais resistente a dor. Cada pessoa sente a dor de formas e intensidades diferentes.



A fibromialgia é uma quadro doloroso geralmente pelo corpo todo ou parte dele que dura mais de 3 meses, mais frequente entre mulheres adultas. O fibromialgico se queixa também de cansaço, sono ruim e distúrbio emocional. Além disso pode ter alterações intestinais, sensações de formigamentos de pés e mãos.


O diagnóstico é feito com exame físico e história do paciente. Não existe exame de sangue ou radiológico que comprove a doença. Os exames podem comprovar motivos outros que podem aumentar ou desencadear a fibromialgia. Por exemplo uma tendinite de ombro ou uma dor nas costas pode provocar ou aumentar a fibromialgia.


Como a dor é intensa e geralmente não há presença de lesão visível como um corte por exemplo, os fibromialgicos são taxados muitas vezes de ter problemas psiquiatricos. A ansiedade e depressão pioram o quadro de dor, mas dá para se entender, imagine você com uma dor de dente sem tratar por 3 meses...


O tratamento visa o controle da doença com medicamentos, acunpuntura, fisioterapia, meditação, tratamento psicológico se necessário e principalmente exercícios físicos.


Bons hábitos de vida, dormir bem, alimentação saudável e prática regular de exercícios irão ajudar a controlar a dor da fibromialgia.

#dor #fibromialgia

14 visualizações

Dr. Luis F. Q. Toledo 
Diretor Técnico Médico 
CRM - SP 43052